novafrica@novasbe.pt

Seminário NOVAFRICA:
Cronismo na violência do Estado: evidência da repressão trabalhista durante a última ditadura da Argentina

Na sexta-feira, 9 de fevereiro, às 14h30, o Centro NOVAFRICA recebe Shanker Satyanath, da Universidade de Nova York, para apresentar o seu trabalho.

Autor:
Shanker Satyanath (New York University)

Resumo:
Estudamos se a governança da amiguidade pode se estender além da política económica para atacar a violência do Estado contra os cidadãos. Fazemos isso com uma micro-análise da repressão estatal pela junta militar argentina que assumiu o poder a 24 de março de 1976. Especificamente, examinamos a lógica que controla a escolha de representantes sindicais de nível firme que foram submetidos a violência após o golpe. Usando um conjunto de dados originais montado e digitalizado por nós, achamos que conexões políticas, comerciais e sociais com o regime estão associadas a uma duplicação da violência contra representantes sindicais de nível firme. Este é o caso, mesmo depois de controlar uma bateria de características das empresas que capturam explicações alternativas para o alvejamento da violência. O efeito é pronunciado em empresas de propriedade privada (em oposição a estatais), sugerindo que a correlação é conduzida pelo amiguismo para ganhos financeiros em vez de ideologia ou transmissão de informações. Mostramos que as empresas conectadas beneficiaram da violência contra os representantes sindicais, tendo subsequentemente menos greves e uma maior valorização do mercado. As nossas descobertas destacam a omnipresença de laços com o governo, mesmo nos casos em que um dos principais objetivos declarados do regime é frenar o amiguismo.

Por favor, veja o artigo aqui.

Encontre aqui mais informações sobre este seminário.

Deixar uma Resposta