novafrica@novasbe.pt

Conferência NOVAFRICA sobre “Saúde comunitária e redução da mortalidade materna e infantil”

11 de dezembro de 2017.
Fundação Calouste Gulbenkian | Auditório 3
Lisboa, Portugal.

 

A 11 de dezembro, o NOVAFRICA, em parceria com a VIDA, realizará uma conferência sobre “Saúde comunitária e redução da mortalidade materna e infantil” em Lisboa.

A conferência é um evento de todo o dia, começando às 9 da manhã e acontecerá no auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian.

Contamos com a participação de académicos renomados de economia, como Damien De Walque do Banco Mundial.

Para enviar o seu registo, siga este link.

Por favor, o registo é gratuito, mas com disponibilidade limitada, portanto, recomendamos o seu registo até 7 de dezembro de 2017.

 

Organizado por:

logoNovafricaCores.JPEGVIDA_logotipo

 

Apoiado por:

unicef_logogulbenkianCICL_horizontal

 

Oradores

helena

Helena Areal

VIDA
Helena Areal é licenciada em Análise Clínica e Saúde Pública pela Escola Superior de Tecnologia do Saúde do Porto, Portugal e mestrado em Biologia Molecular e Cicotética pela Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, Portugal. Deu aulas no Instituto Politécnico Tundavala, no Lubango,em Angola e também trabalhou no Laboratório de Análise Clínica no Reino Unido. Em 2016, Helena foi voluntária independente no campo de refugiados de Idomeni e Salónica (Grécia). Desde 2017, Helena é delegada da ONG VIDA em Guiné-Bissau e coordenadora de saúde.

umaro

Umaro Ba

UNICEF Guiné-Bissau
Umaro Ba é médico, pela Faculdade de Ciências Médicas, Dr. José Assef Yara, em Cuba, especializado em medicina geral. Era médico responsável no Centro de Referência Materno-Infantil de Bissau; Entre 2008 e 2009, trabalhou no serviço de urgência e serviço de saúde feminina no Hospital Nacional Simão Mendes, em Bissau. Umaro Ba foi, também, diretor do centro de tratamento de cólera e membro do comitê técnico para a prevenção e resposta a epidemias e professor na Faculdade de Ciências Médicas de Bissau. Em 2009, assumiu o cargo de Diretor Geral de Promoção e Prevenção da Saúde até 2013. Foi também diretor geral interno do Hospital Nacional Simão Mendes e membro do comité do programa OOAS da Organização Oeste da África. Desde 2014, Umaro Ba é o ponto focal da Saúde Comunitária da UNICEF em Bissau.
Participou em vários eventos internacionais de saúde, como a 7ª Conferência Mundial sobre Promoção da Saúde, no Quênia, algumas Assembleias Gerais de Ministros da Saúde da CEDEAO, os Comités Regionais da OMS e a Assembleia Geral da OMS, na Suíça.

carmen

Carmen Báe

Consultora de Saúde Pública
Carmen Báez é médica geral, pela Universidade Eduardo Mondlane, Moçambique e possui Mestrado em Saúde Pública pela Universidade do Cabo Ocidental (África do Sul).
Entre 1989 e 1992, trabalhou em Moçambique durante a guerra civil – primeiro, como diretora de clínica do Centro de Saúde de Bagamoio e depois como diretora clínica e diretora de pediatria do Hospital Provincial de Chimoio, até 1994.
Esteve envolvida no design da política de atenção à saúde primária na África do Sul, após o apartheid. Na Health Systems Trust (HST), uma ONG local e de prestígio, Carmen trabalhou como facilitadora de saúde pública no desenvolvimento de sistemas distritais de saúde para a implementação de políticas de cuidados de saúde primários na África do Sul. Carmen também ensinou na Universidade dos Witswatersrand e Universidade de Pretória. Em 2005, realizou um estudo sobre a equidade em saúde em todos os países da África Oriental e Austral, investigando a influência da participação e governança da comunidade nas políticas do sul.
Em 2006, Carmen voltou para a Argentina, 30 anos depois, onde trabalhou como coordenadora da comissão de saúde no Instituto de Economia Social do Ministério Nacional de Desenvolvimento Social. Desde 2010, é consultora independente, principalmente em projetos de saúde patrocinados pela União Européia. Entre 2013 e 2016, Carmen foi assessora técnica do programa integrado de Saúde Materno-Infantil (PIMI) na Guiné-Bissau, financiado pela União Européia.

patricia

Patrícia Carvalho

VIDA
Patrícia Carvalho é enfermeira de formação e possui Mestrado em Saúde Tropical pelo Instituto de Higiene e Medicina Tropical, pela Universidade Nova de Lisboa. Tem quase 10 anos de experiência na Guiné-Bissau, onde viveu e liderou vários projetos de saúde. Entre 2011 e 2017, foi representante da ONG VIDA na Guiné-Bissau e coordenadora de saúde, assumindo a representação institucional e diplomática com os parceiros técnicos e financeiros, gerenciamento de projetos, coordenação de equipas e capacitação institucional.
Atualmente, Patrícia está matriculada no primeiro ano do PhD em Saúde Internacional no Instituto de Higiene e Medicina Tropical.

mattia

Mattia Fracchia

NOVAFRICA – Universidade Nova de Lisboa
Mattia está atualmente matriculada no terceiro ano do PhD em Economia e Finanças da Nova SBE. Possui um BSc. da Universidade Bocconi e um MSc. da Universidade de Pompeu Fabra.
Os principais interesses de pesquisa incluem Economia do Desenvolvimento, Economia do Comportamento e Microeconomia Aplicada. Também está interessado em fenómenos como negócios sociais e financiamento de impacto, e o seu potencial como instrumentos para promover o desenvolvimento económico sustentável. Atualmente trabalha na Guiné Bissau no projeto NOVAFRICA “Incentivos de profissionais comunitários de saúde na Guiné Bissau”. Amadureceu a sua experiência de campo anterior na Índia e Moçambique.

andrea

Andrea Guariso

Trinity College Dublin
Andrea Guariso é professor assistente do Departamento de Economia, Trinity College Dublin e membro da Trinity Impact Evaluation Unit (TIME). A sua pesquisa concentra-se na economia do desenvolvimento e na economia política. Atualmente, está evolvido em vários projetos de pesquisa em toda a África, incluindo múltiplas avaliações aleatorizadas em larga escala no setor da saúde. Possui Doutorado em Economia pela KU Leuven e mestrado em Bocconi University.

agostinho

Agostinho N’Dumbá

Direção Geral de Prevenção e Promoção de Saúde – Guiné-Bissau
Agostinho N’Dumbá é um clínico geral do Instituto de Medicina de Timisoara, na Romênia. Assistiu ao curso internacional de Saúde Pública do Instituto de Medicina Tropical de Antuérpia, na Bélgica e, ao longo dos anos, participou de vários seminários: Gestão Regional da Saúde pela OMS, Gestão de Desastres, Economia da Saúde e outros relacionados a doenças infecciosas como o HIV / AUXILIA.
Entre 1986 e 1987, Agostinho assume funções como diretor clínico da Policlínica da UNTG, em Bissau, e desde então, passou por diversos hospitais do país como diretor clínico. Em 1992, trabalhou como diretor regional de saúde na região de Quinara e, mais tarde, em 1999, como diretor regional de saúde no Setor Autonomo de Bissau até 2005. Em 2005, começou a trabalhar no Hospital Nacional Simão Mendes, em Bissau, onde estava envolvido no centro de tratamento anti-retroviral e também como diretor clínico. Entre 2008 e 2017, Agostinho coordena o Programa Nacional que combate o HIV / AIDS na Guiné-Bissau e assume a função de presidente da Ordem dos Médicos da Guiné.
Desde maio de 2017, Agostinho é diretor-geral do Ministério da Saúde da Guiné-Bissau.

Giuliano

Giuliano Russo

Queen Mary University of London
Giuliano Russo é palestrante em Saúde Global no Centro de Atenção Primária e Saúde Pública da Universidade Queen Mary de Londres. Giuliano tem mais de 20 anos de experiência profissional no setor académico, público e privado, tendo trabalhado no passado para a Oxford Policy Management, no Reino Unido, a Universidade de Lisboa, em Portugal, o Banco Mundial, o Overseas Development Institute, no Reino Unido, o Governo de Moçambique, o Instituto Nacional de Saúde Publica, no México, bem como para a SmithKline Beecham Pharmaceuticals, em Espanha e no Reino Unido.
Um economista da saúde por formações, o seu trabalho recente concentrou-se na política farmacêutica e nos mercados nos países de baixa e média renda, na economia dos recursos humanos para a saúde, nos sistemas de saúde em ambientes de baixa renda e na arquitetura global de ajuda à saúde, com um foco geográfico em países africanos e latino-americanos. Giuliano tem mestrado em economia da saúde pela Universidade de York e um doutorado em saúde pública pela London School of Hygiene and Tropical Medicine.

luis

Luís Varandas

Instituto de Medicina e Higiene Tropical – Universidade Nova de Lisboa
Luís Varandas é pediatra com doutorado em medicina tropical, especializada em patologia e medicina tropical (2001). Como pesquisador, participou de projetos de pesquisa, autoria e co-autoria de diversos trabalhos científicos em revistas nacionais e internacionais, capítulos de livros e como palestrante convidado para palestras e conferências.
Atualmente, Luís é professor associado da Unidade Clínica de Doenças Tropicais, pelo Instituto de Higiene e Medicina Tropical – Lisboa e é professor assistente de Pediatria na Faculdade de Ciências Médicas pela Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, onde também é um membro do Conselho Pedagógico e Coordenador da Comissão Pedagógica do 6º ano do Mestrado Integrado em Medicina.
É o diretor clínico assistente do Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, onde coordena o escritório de Cooperação e Consulta de Medicina de Viagem. Luís é o coordenador na Sociedade Portuguesa de Pediatria e, entre 2014 e 2017, foi presidente da Society of Pediatric Infeciology (Portugal).
A sua actividade clínica e formativa também inclui a colaboração em alguns países africanos de língua portuguesa, onde colaborou com o Centro de Medicina Tropical , IHMT em Bissau,na Guiné-Bissau, com o Departamento de Pediatria do Hospital Central de Maputo, em Moçambique, com o Hospital Pediátrico David Bernardino em Luanda, em Angola, e também com alguns mestres da Medicina Tropical em Moçambique, entre outros.

pedro

Pedro Vicente

NOVAFRICA – Universidade Nova de Lisboa & University of Notre Dame
Pedro Vicente é professor associado de Economia e diretor do programa de doutorado em Economia e Finanças na Nova School of Business and Economics e professor convidado na Universidade de Oxford. Pedro pesquisa sobre economia do desenvolvimento, com ênfase em questões de economia política e um interesse especial em África. Projetou e realizou trabalhos de campo (incluindo experiências de campo randomizado) em Moçambique, Nigéria, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe. Publicou artigos em revistas de campo, como o Economic Journal, Journal of Development Economics e Review of Economics and Statistics.
Pedro possui um PhD em Economia da Universidade de Chicago, e é afiliado à BREAD (Duke University, EUA) e à CSAE (Universidade de Oxford, Reino Unido). É académico principal para Moçambique no IGC (International Growth Center baseado na LSE e Oxford) e um consultor para o Banco Mundial.

Damien

Damien de Walque **KEYNOTE SPEAKER**

World Bank
Damien de Walque é um economista sénior no Grupo de Pesquisa de Desenvolvimento (Equipa de Desenvolvimento Humano e Serviços Públicos) no Banco Mundial. Tem doutorado em Economia pela Universidade de Chicago em 2003. Os seus interesses de pesquisa incluem saúde e educação e as interações entre eles. O seu trabalho atual está focado na avaliação do impacto dos incentivos financeiros em saúde e resultados educacionais. Atualmente, está a avaliar os resultados de educação e saúde das transferências de dinheiro condicionadas ligadas à assistência escolar e visitas ao centro de saúde no Burkina Faso.
Também está a trabalhar na avaliação do impacto das intervenções e políticas de HIV / AIDS em vários países africanos. Lidera duas avaliações do impacto de incentivos financeiros de curto prazo na prevenção do HIV / AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis (DSTs). Do lado da oferta dos serviços de saúde, gere um grande portfólio de avaliações de impacto do financiamento baseado em resultados no setor de saúde. Também editou um livro sobre comportamentos de risco para a saúde (tabagismo, drogas, álcool, obesidade, risco de sexo) no mundo em desenvolvimento.

Programa

Encontre aqui uma versão em PDF do programa.

09h00

Registo

09h30

Boas vindas
Dra. Maria Hermínia Cabral | Fundação Calouste Gulbenkian, Programa Parcerias para o Desenvolvimento

09h45

O Impacto da Saúde Comunitária nos Indicadores de Redução da Mortalidade Materna e Infantil

Prof. Giuliano Russo | Queen Mary University of London
Apresentação
Dr. Luís Varandas | Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Hospital Dona Estefânia & NOVA Medical School – UNL
Dra. Carmen Báez | Consultora da Saúde Pública | Public Health Consultant
Apresentação

Moderatdor Dr. João de Almeida Pedro | Fundação Calouste Gulbenkian

11h00

Intervalo para café

11h30

Agentes comunitários de saúde

Prof. Andrea Guariso | Trinity College Dublin
‘‘Efeitos de um programa de saúde comunitária baseado em micro-empreendedores na mortalidade infantil do Uganda: uma experiência controlada randomizada em blocos”  Apresentação
Prof.Pedro Vicente | NOVAFRICA – Universidade Nova de Lisboa & University of Notre Dame
‘‘Incentivos de ASCs na Guiné-Bissau” Apresentação

12h45

Intervalo para almoço

14h15

Implementação de programas de saúde comunitária – caso de estudo da Guiné-Bissau

Dr. Agostinho N’ Dumbá | General Director – Health Ministry of Guinea Bissau
Apresentação
Dr. Umaro Ba | UNICEF Guiné- Bissau
Dra. Patrícia Carvalho | VIDA
‘‘A participação das comunidades na definição, implementação e na procura dos cuidados de saúde’ Apresentação

15h30

Intervalo para café

16h00

O uso da tecnologia de comunicação na saúde comunitária

KEYNOTE SPEECH

Prof. Damien De Walque | World Bank
’‘O uso de tecnologia de comunicação na saúde comunitária’ Apresentação

Dr. Mattia Fracchia | NOVAFRICA – Universidade Nova de Lisboa
Dra. Helena Areal | VIDA
’‘Processamento de dados de saúde comunitária na cidade de Bissau’ Apresentação

17h00

Debate

17h30

Sessão de Encerramento