novafrica@novasbe.pt

Combatendo a Radicalização Islâmica no Norte de Moçambique: Campanha de Rádio e Sensibilização de Adolescentes em Escolas Religiosas

Informações do Projeto

Principais Investigadores

Alex Armand (Nova SBE)
Flavio Cunha (Rice University e NBER)
Pedro C. Vicente (Nova SBE)
Inês Vilela (Royal Holloway-Universidade de Londres e NOVAFRICA)

Coordenadora de Projeto

Frederica Mendonça

Financiamento

IGC e UNU-WIDER

Acerca do Projeto

Em anos recentes, a maioria dos grandes conflitos do mundo têm acontecido em países maioritariamente muçulmanos. Destes conflitos, uma parte substancial e crescente está relacionada com a insurgência islâmica. No entanto, este processo de radicalização e a eficácia de medidas para o contrair estão ainda por explorar.

Neste estudo pretendemos analisar o impacto de diferentes estratégias para reduzir o apoio a extremistas por parte da população local e desmobilizar potenciais insurgentes. O nosso contexto é o Norte de Moçambique, onde foi recentemente descoberta uma mina de gás natural. Desde 2017, têm surgido uma série de ataques violentos na região, maioritariamente direcionados a civis, resultando em mais de 2000 mortes e mais de 600.000 deslocados (ACLED and OCHA). Neste contexto, visamos estudar duas intervenções: (i) uma campanha de rádio religiosa e promotora da paz que será transmitida para a generalidade da população da província e (ii) uma campanha de sensibilização para adolescentes em escolas religiosas.

A campanha de radio será patrocinada por líderes locais religiosos e principal objetivo é separar a religião (nomeadamente o Islão) da mobilização de jovens adultos para ataques violentos. Os conteúdos serão desenvolvidos em conjunto com o Conselho Islâmico e o Congresso Islâmico de Moçambique, as principais organizações representantes da cultura muçulmana no país, e com o Conselho Cristão. A campanha será transmitida pelas rádios comunitárias e comerciais a operar na província e as mensagens serão traduzidas nas quatro principais línguas faladas na província (Português, Macua, Maconde e Mwani).

A campanha com adolescentes é desenhada para melhor perceber os processos de radicalização em escolas, focando-se em intervenções em escolas secundárias religiosas da província de Cabo Delgado. Como parte da nossa parceria com as organizações moçambicanas representantes da cultura muçulmana, e dado o seu controlo sobre as escolas secundárias locais, reunimos o seu apoio para várias intervenções controladas direcionadas a adolescentes nestas escolas. O objetivo destas intervenções é contrariar a radicalização islâmica e comportamentos de risco associados a atividades criminais.

Em termos de resultados, iremos recolher dados comportamentais e de inquéritos através de questionários por chamada e mensagens de texto e dados administrativos sobre conflito do ACLED.

CA contribuir para os ODS: