novafrica@novasbe.pt

Lacunas de informação e migrações irregulares para a Europa

Informação do Projeto

Investigadores Principais

Tijan L Bah (Nova SBE)
Cátia Batista (Nova SBE)
Flore Gubert (IRD Paris)
David McKenzie (World Bank)

Coordenador de Projeto

Tijan L Bah (Nova SBE)

Financiamento


Financiado pela União Europeia

Apoio institucional


Ministério da Juventude e dos Desportos – The Gambia

Sobre o projeto

A migração irregular para a Europa através do mar, embora arriscada, continua a ser uma das opções de migração mais populares para muitos africanos subsarianos. Os formuladores de políticas aumentaram seus esforços para impedir que potenciais migrantes embarquem nessa jornada perigosa. Mas o impacto desses esforços, em sua maioria, não foi rigorosamente avaliado. Esses esforços devem abordar os fatores relevantes no processo de tomada de decisão dos migrantes potenciais. Será que estes realmente sabem quão arriscada é a viagem migratória? Eles têm expectativas realistas em relação à probabilidade de receber asilo após a sua chegada à Europa? Se não, suas intenções de migração e decisões são afetadas por informações mais precisas? Que outras políticas podem ser postas em prática para salvar vidas neste processo? Este projeto realiza um experiência de campo aleatorizada para avaliar o impacto de diferentes políticas para reduzir as migrações irregulares para a Europa. Trabalhamos com 8000 migrantes potenciais de áreas rurais na Gâmbia, o país da África Ocidental com a maior incidência de migrações irregulares para a Europa.

 

Foto por UNHCR / Massimo Sestini (UNHCR / Massimo Sestini).