novafrica@novasbe.pt

Educação Eleitoral na Nigéria, Moçambique e São Tomé e Príncipe

  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe
  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe
  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe
  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe
  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe
  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe
  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe
  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe
  • Voter Education in Nigeria, Mozambique and Sao Tome and Principe

Informação do projeto

Principal Investigador

Pedro Vicente

Instituição de gerenciamento

CSAE – University of Oxford

Parceiras

Comissão Nacional de Eleições de São Tomé e Príncipe
ActionAid International Nigeria
Jornal A Verdade (Mozambique)
Observatório Eleitoral (Mozambique)

Sobre o projeto

Um esforço colaborativo com CSAE na Universidade de Oxford

Temos experiência única em avaliação de impacto de campanhas de educação eleitoral em África. Criamos e realizamos ensaios de controle randomizado durante campanhas eleitorais em São Tomé e Príncipe (eleições presidenciais de 2006), Nigéria (rodada completa de eleições nacionais e estaduais de 2007) e Moçambique (eleições parlamentares / presidenciais de 2009).

Em São Tomé e Príncipe trabalhamos com a Comissão Eleitoral de Eleições. A campanha centrou-se em contrariar a compra de votos, conhecida no país como ‘banho’. A pesquisa descobriu que a compra de votos aumenta a participação dos eleitores e que os desafiantes podem ser particularmente dependentes dessa estratégia eleitoral. Veja mais

Na Nigéria, nós nos juntamos com a ActionAid International Nigeria (AAIN). AAIN implementou uma campanha contra a violência, tentando proporcionar uma maior sensação de segurança aos eleitores e apelando para a participação nas eleições. A campanha foi conduzida em todo o país, em seis estados da Nigéria (Lagos, Oyo, Kaduna, Planalto, Delta e Rios). A pesquisa descobriu que a violência eleitoral é análoga ao terrorismo, uma vez que visa evitar que os eleitores votem.
view more at Votes and Violence: Evidence from a Field Experiment in Nigeria
view more at Political Violence and Social Networks: Experimental Evidence from a Nigerian Election

Em Moçambique, colaboramos com o jornal livre A Verdade eo consórcio de ONG nacionais Observatório Eleitoral. Testamos diferentes formas de educação eleitoral. Utilizamos um sistema baseado em SMS (usando ushahidi de software livre), o que permitiu aos eleitores receber e enviar informações sobre as eleições. A pesquisa descobriu que a educação eleitoral aumenta a participação; No entanto, diferentes formas de educação eleitoral têm efeitos diferentes sobre as percepções dos eleitores. Veja mais