novafrica@novasbe.pt

ProFuturo: Avaliar o impacto do programa baseado em tecnologia Aula Digital nas escolas primárias

Informação do Projecto

Principais investigadores

Pedro Vicente (Nova SBE)
Teresa Molina (Nova SBE)
Joana Cardim (Nova SBE)

Coordenador de campo

Carine Canonici Costa

Instituição de gestão

ProFuturo

Sobre o projecto

A cobertura da escola primária tem aumentado em muitos países em desenvolvimento, Angola não é exceção. No entanto, os indicadores de aprendizagem, como as taxas de alfabetização e numeração, não são tão otimistas. Muitos programas têm tentado melhorar a qualidade da educação nos países em desenvolvimento, alguns usando a tecnologia como parte de novos métodos pedagógicos. O hardware de computador combinado com o software de aprendizagem adaptativa pode potencialmente ter um forte impacto positivo na realização dos alunos.

O ProFuturo é um desses programas. Através da sua própria visão pedagógica, vai muito além da provisão de hardware tecnológico, pois oferece uma abordagem inovadora e personalizada ao ensino e à aprendizagem.

Este estudo tem como objetivo avaliar o impacto do programa ProFuturo – Classroom Digital no contexto específico da capital de Angola, Luanda, através de um estudo randomizado controlado. O objetivo principal da avaliação é medir o impacto do programa Classe Digital, revelando os seus pontos fortes e em que aspectos se pode melhorar. Para se chegar a uma análise abrangente, propomos medir não apenas os resultados que ilustram as habilidades cognitivas dos alunos, como as que utilizam testes escritos padronizados, mas também os resultados mediadores, nomeadamente os relacionados às taxas de motivação e ausência do professor e do aluno, expectativas, satisfação e habilidades não-cognitivas dos alunos, como confiança, cooperação e autoconhecimento.