novafrica@novasbe.pt

Promover o uso correto de fertilizantes através da economia de informações e compromissos usando o Mobile Banking

  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking
  • Promoting Correct Fertilizer Use through Information and Commitment Savings using Mobile Banking

Informação do projeto

Principais investigadores

Cátia Batista
Pedro Vicente
Dean Yang

Gestão de projetos

Luke Crowley

Coordenação de campo

Matilde Grácio
Guilherme Rodrigues

Instituição de gerenciamento

Innovations for Poverty Action (IPA)

Financiamento

Agricultural Technology Adoption Initiative (ATAI)
United States Agency for International Development (USAID)

Parceria

Carteira Móvel

 

Sobre este projeto
Um esforço colaborativo com Carteira Móvel

Este estudo tem como objetivo promover o uso adequado e a integração do uso de fertilizantes nas práticas agrícolas em Moçambique, especificamente dos agricultores em terras secas. Assim, estudamos as culturas produzidas, o uso de insumos agrícolas, os ciclos de cada cultura e algumas características básicas dos agricultores, como idade, género, tamanho do agregado familiar.

O objetivo é ser capaz de melhorar os níveis de produção desses agricultores através da introdução da tecnologia do dinheiro móvel, o mKesh, um serviço que permite o uso do telemóvel para fazer transações em dinheiro, como depósitos, levantamentos ou transferências. Este projeto terá lugar na província de Manica e 600 agricultores participarão, divididos em quatro grupos de 150. Cada grupo terá acesso a diferentes partes do mKesh, a fim de verificar qual das vertentes tem um melhor impacto no nível de poupança e consequentemente o nível de produção de cada agricultor.

Procuramos mais informações sobre práticas agrícolas em Moçambique, fortalecendo a literatura existente nesta área. A introdução de diferentes vertentes da mKesh elimina alguns problemas de acesso às instituições financeiras existentes em áreas agrícolas mais remotas. A introdução deste serviço pode levar a um aumento na economia dos agricultores, permitindo maior investimento em insumos agrícolas. Esse crescimento do investimento agrícola consequentemente aumenta a quantidade produzida, melhorando o padrão de vida desses agricultores através da venda desta produção adicional em mercados agrícolas.